segunda-feira, 27 de novembro de 2017

O mundo está ali



O mundo está ali, mesmo daquele lado,
no entanto tudo o que vejo mexer
é apenas uma lebre, que sentada no relvado
aprecia a paz da noite a nascer.

O mundo está ali, mesmo daquele lado,
apenas uma porta me separa dele, tão transparente...
No entanto o meu corpo não se mexe, fica sentado,
olhando em redor como quem nada sente.

Sentir o quê? Se tento agarrar algo, tudo foge mais.
A minha coragem ficou cansada.
Porquê viver de sonhos onde apenas os ais,
parecem querer ficar no fim de cada jornada.

Olhando a noite em que o mundo mergulhou,
consigo ver a lebre que adormeceu deitada
num pedaço de relva, que no grande mundo encontrou,
enquanto eu me perco no escuro da casa... sentada.

Fernanda R-Mesquita




Sem comentários:

Enviar um comentário