Deixa-me ser

Anoitecer- Edmonton-2016

Não me julgues, não te desiludas, deixa-me ser
neste momento uma criança perdida,
deixa com as minhas fracas forças em ti me suster,
deixa-me chorar as minhas mágoas de mulher ferida.

Não me julgues, não perguntes porquê este meu ficar,
deixa-me em momentos de silêncio cair,
não te afastes, não deixes de me abraçar,
sê a minha luz quando de mim a escuridão fugir.

Não te canses, trava comigo uma aliança,
deixa-me sorrir, sonhar sem perder a esperança
que tu és aquele que eu livre posso amar.

Eu não queria nem por momentos ser alma desfeita,
por muito que queira não consigo ser mulher perfeita,
mas sei que sou genuína nesta minha forma de estar!

Fernanda R-Mesquita








Comentários