segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Porque precisamos de guerra?


Neste mundo de todos e de ninguém,
prevalece um maior poder
e o poder que homem pensa que tem,
por muito que viva, nunca vai o ter.

O homem pode o poder exercer,
outro homem destruir e dominar,
mas certamente nunca vai ter
o poder da natureza abafar!

Ele inventa a guerra e destrói,
ri sobre lágrima inocente...
mata crianças, velhos e não lhe dói,
porque não as vê como gente!

Porque precisamos de guerra,
porque precisamo de destruir,
se a natureza vem e enterra
vidas sem lugar e sem tempo para fugir?

Que olhe, o homem, hoje para Haiti!
Pensa ele que vive onde?
Pensa que não poderá chegar a si
e se chegar, onde pensa que se esconde?

Ah tão desatenta inteligência,
que oca sensibilidade,
tão pobre, sem consciência
e tão exaltada... apenas vaidade!

Fernanda R-Mesquita






Sem comentários:

Enviar um comentário