Um dia feliz

Abril- 2009

Felicidade! Sofrer por não a sentir
pela vida toda, é sofrer em vão,
é como angustiar o passo, não deixá-lo ir,
é impor a tortura e cegar o coração.

Hoje estou feliz, amanhã não sei,
nem quero lembrar se ontem não o fui.
no futuro lembrarei das águas em que me banhei
neste feliz e imenso mar que hoje flui.

Se eu fosse deter o meu coração
no dia em que as dores se apresentaram como são,
a minha alma viveria louca, sempre a gritar.

Por isso sorriu, sempre que a noite é mais escura,
desenho-lhe a felicidade, sentido-me segura
de que ela é como o vento... ora a partir, ora a chegar!

Fernanda R-Mesquita






Comentários