Preparar para partir

          
         Ainda que desejasse apresentar apenas as imagens das aves reunidas, não poderia. Sentir-me-ia traindo a natureza, que brilha por fazer parte da vida. Foi no mês de Novembro que elas se prepararam para partir. Este ano, o Verão foi mais longo e a vinda tardia da neve permitiu-lhes realizar encontros; ora voando, ora passeando pelo espelho fino dos lagos ligeiramente gelados.
        Todas as manhãs tive o privilégio de encontrar um mundo novo ao virar da esquina, que me arrancava da hibernação da vida, que nos move a correr e a não vermos nada. Ao relembrar estas imagens,  dou por mim a pensar em como tantas vezes me perco em outras imagens  que estão longe,  impedindo-me  de  viver inteiramente as  que  aqui, emergem perfumadas sem pedir, nem dar razões para tal. Um pincel multicolor, invisível, coloria e preenchia os céus de cores e sons frescos, embriagando-me com tanta harmonia. Algumas aves caminhavam como soldadinhos aprumados e organizados, outras voavam, outras passeavam ora pelo lago, ora na erva amarelada que anunciava o fim do verão e outras apenas observavam...
        Sem relógio, nem calendário, todos criavam a hora certa da migração, embelezando aquele lugar, os meus olhos e certamente os de mais alguém que pudesse estar por detrás  de alguma janela.

O lago do bosque, na zona onde moro- 2012












Comentários

Mensagens populares